quinta-feira, 9 de abril de 2015

Faca Disponível! VENDIDA!

Olá Pessoal, estou disponibilizando esta faca de Chefe de Cozinha, cujos dados técnicos são:

Tipo: Chefe de Cozinha.
Modelo: Sabatier (França).
Aço: damasco, em padrão Rain Drop com 220 camadas.
Lâmina: medindo pouco mais de 8 polegadas de comprimento. A espessura tem apenas 2 milímetros, o que faz da peça extremamente leve e funcional.
Cabo: em raiz estabilizada de Maple (madeira símbolo da bandeira do Canadá, endêmica da América do Norte) em raros dois tons, de salmão e caramelo, separados por uma linha em preto. Trata-se de uma configuração muito bonita e rara desta madeira. O cabo é estabilizado com resina, o que impede rachaduras e contaminações com fungos e bactérias, sendo ideal para o uso na cozinha!

Interessados entrem em contato por:
Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595












Interessados entrem em contato por:
Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595

sexta-feira, 20 de março de 2015

Porquê amamos tanto as facas?



O grande cuteleiro norte-americano Jerry Fisk, um dos meus ícones na cutelaria disse, numa palestra aqui no Brasil, em março de 2006:


"Todo homem gosta de facas. 
Ele pode até não saber disso, mas gosta!"



É incrível o fascínio que temos por uma boa faca. É algo místico, ancestral e explicável!!!


O Grande Jerry Fisk.

Já vi em diversas circunstâncias, durante eventos de cutelaria, ou reunidos informalmente num grupo de amantes de facas, um comportamento no mínimo curioso:


A Faca e a Turma.... da Faca!

Diversas pessoas sentadas em volta de uma mesa, com uma ou duas facas sobre esta. 

Alguma destas pessoas pega a faca e permanece com ela nas mãos por minutos, enquanto a conversa vai fluindo. 


Pra quem gosta de facas!!!!

Quando este primeiro larga a faca sobre a mesa, alguém imediatamente a pega e a mantém nas mãos por mais algum tempo enquanto jogamos conversa fora. 

Assim que este segundo larga, uma terceira pessoa pega logo a faca de cima da mesa. 


Adivinhem qual era o assunto???

E esse comportamento se repete indefinidamente por horas. 

Provavelmente todos daquela roda já conhecem cada detalhe daquela faca, mas consciente ou inconscientemente, querem ter a sensação dela nas mãos enquanto conversa. 


Discutindo técnica.

É algo muito... muito legal! É como se reencontrássemos um velho amigo, com quem sempre nos demos muito bem!

A relação do homem e sua ferramenta mais fiel, a faca, remonta à muitos milhares de anos.




Boa parte dos antropólogos afirma que primeira ferramenta construída pelo homem foi uma faca.

Impensável a sobrevivência do homem primitivo sem o instrumento com o qual caçava, preparava seus alimentos e se defendia.


Réplicas de facas primitivas de Sílex, uma rocha
muito cortante com a qual se fazia lâminas.

Qualquer que fosse a região do globo, deserto, neve, selva ou montanhas, o homem dependia da sua faca para permanecer vivo.

Mas, deixando a emoção ancestral de lado, vamos ver alguns de seus atributos...



É um objeto companheiro, pois pode nos acompanhar todos os dias! 
(eu não saio de casa sem uma boa faca e um bom canivete
 dentro de minha mochila de costas! Onde estou, tenho minhas lâminas comigo!)

É útil, pois com ela cortamos e furamos!

É confiável, pois nunca te deixa na mão!


É versátil, pois podemos bater um prego, abrir uma lata ou usar como alavanca!

É um equipamento de socorro, 
pois podemos nos desvencilhar do cinto de segurança emperrado!

É uma arma, pois com ela podemos nos defender!

É um equipamento autônomo, pois quase não requer manutenção,
 não precisa ser regulado, abastecido ou carregado na tomada!

Praticamente todas as culturas do mundo, desenvolveram seus próprios estilos de facas, de acordo com suas aplicações práticas.

Vejamos algumas...

As famosas Puukko, da Finlândia.

A Canadian Knife, do Canadá.

A Tantô, do Japão.

A Kukri, do Nepal.

A Balisong, das Filipinas.

A Bolo, também das Filipinas.

A Nessmuk, do Povo Inuit.

A Ulu, também dos Inuits.

A Persian Knife, do Irã.

A Bowie, dos Estados Unidos.

A Gaúcha, do Brasil.

A Sorocabana, do Brasil.

A Faca de Ponta, do Brasil.

A Karambit, do Camboja.

A Mezzaluna, da Itália.

A Sabatier, da França.

Enfim, a faca é uma ferramenta que não tem defeitos.

A verdade é que além de uma ferramenta de excelência, extremamente útil e confiável, colecionar, produzir e falar de facas é um hobby do qual quem experimenta, não deixa de lado.

O homem e sua faca tem uma relação ancestral de companheirismo e confiança!

E ela é tão importante para nós, que tem até super herói que perderia o emprego, se ficasse sem suas facas!!!


Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Bowie Implacável

Um dos trabalhos que mais me deu prazer em realizar até hoje, foi a faca Via Sfreddo, com a qual homenageei os 25 anos de carreira de Rodrigo Sfreddo, meu grande amigo.

Além da homenagem em si, desenvolvi um método de confecção do cabo coffin (caixão) que permitiu total precisão e simetria das linhas do oitavado.

Foi um trabalho muito legal e que, muito embora não fosse minha linha costumeira, me marcou bastante.

Não era minha linha costumeira, mas passou a ser! Irresistível não tentar novamente!!!

Mas agora com uma versão um pouco diferente, com um cabo coffin curvo, que eu nunca havia visto, em ébano africano e com aplique de piquet, idêntico em ambos os lados.

A guarda foi feita em design de pétalas, que gosto e acho muito bonita.

A lâmina em damasco W Breeze, com 700 camadas, recebeu meu brasão e logo. Destaque para o extenso falso-fio inglês, que acrescenta ainda mais requinte à peça!

Enfim uma peça muito fina, com estética equilibrada e de grande quilate para qualquer coleção!

Apreciem! Seus comentários são sempre muito bem-vindos!


Implacável!!!

Destaque para as linhas precisas da usinagem do oitavado!

Linhas perfeitamente paralelas!

Cabo coffin curvo. Muito legal!

Um espetáculo na cintura!

Fluidez na combinação de curvas e linhas retas!

Falso-fio inglês: requinte!

Muito imponente na cintura!

O belo aplique do Piquet!

Alinhamento perfeito de ponta à ponta!

 Brasão e logo, eternizando a autoria na lâmina.

A guarda em formato de pétalas.

Muito bem acompanhado!

Bowie Implacável!

Um Cara do Bem...

Meu Irmão e parceiro de treinos, Hélio Leandro Ronchi Júnior ficou órfão do pai, um caminhoneiro assassinado em um assalto, quando tinha somente oito anos de idade.

Filho de uma família pobre, teve uma infância muito difícil.

Sua mãe, pessoa humilde e trabalhadora, lavava roupas "para fora" para alimentar os filhos.

Hélio, ou Rauni, apelido pelo qual todos o conhecem, cresceu trabalhando para ajudar a mãe.

Rauni, Pietra, Nícolas e Elicéia!
Família maravilhosa. Presente de Deus!

Fez de tudo um pouco. Mesmo antes da perda de seu genitor, varria e juntava os grãos de café que sobravam na carroceria do caminhão que ele dirigia, torrava, moia, ensacava e vendia para os vizinhos.

Entregava jornal. Coletava esterco pelos pastos em volta da cidade com a avó, para venderem para os donos de hortas. Fazia sabão de banha num tacho no fundo de casa e saia pra rua pra vender as barras. 

Enfim, fazia todo e qualquer pequeno trabalho que lhe aparecia, pra poder ajudar a manter a casa.

Como eu disse certa vez de um outro grande amigo meu, também de origem muito humilde e infância sofrida: "Tinha tudo para dar errado, mas deu certo!"

Ainda bem jovem, começou a trabalhar como vendedor numa pequena loja, uma "portinha" como chamamos, que vendia suplementos alimentares.

A carreira de vendedor durou alguns anos, mas a loja não! 

O negócio ia de mal à pior, quando o antigo dono, seu patrão, decidiu vender o pequeno comércio.

Rauni vendeu todo o pouco que tinha e decidiu comprar o comércio falido, assumindo uma dívida por longo tempo, pois comprar à prestação, foi a única forma que encontrou para ter o próprio negócio.

Os primórdios da Max Muscle, 
quando ainda era apenas uma "portinha".

Como nada é fácil na vida dele, o começo da carreira como empresário foi de muita luta.

Rauni, como ele mesmo diz "não tem estudo nenhum", por não ter tido a oportunidade de fazer uma faculdade.

Mas, é sem dúvidas uma das pessoas mais inteligentes que eu conheço.

Quinze anos e milhares de batalhas vencidas depois, Rauni lidera a Max Muscle, a maior rede de lojas de suplementos alimentares do Brasil, detém a franquia da rede e a patente de todos os produtos Max Muscle vendidos no país.

Ao lado do Grande Arnold Schwarzenegger,
quando foi homenageado como empresário brasileiro de destaque
 no ramo de suplementos alimentares.

Mas o enfoque desta homenagem não é sobre suas habilidades como empresário. Isso é muito pouco!

Rauni é uma das pessoas mais bondosas que conheço. Ajuda a todos o tempo todo e retribui todos os dias tudo aquilo que Deus lhe proporcionou em vitórias!

Como eu lhe digo com frequência: "Seu coração é maior do que ele mesmo!"

Ele é Faixa-Preta de alto nível em Jiu-Jitsu. Mesmo sendo lutador habilidoso, faz o que pode para evitar uma briga. É um Cara da paz!


Rauni com alguns de seus companheiros de treino.
Como sempre... sorridente!

Ao invés de usar suas habilidades para mostrar a força, a usa para mostrar compaixão, ensinando Jiu-Jitsu num projeto que financia para crianças e jovens carentes.

Quem o conhece sabe a paixão que tem por aquelas crianças!

Rauni e o Professor Júlio Herrera,
 no Projeto que discretamente sustenta.
Lição de Cidadania!


Em nossa cidade, ajuda diversos projetos sociais e centros de recuperação. Mas tudo em silêncio! Como ensina a Bíblia: "não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita" (Matheus 6:3).


Como patrão, é um dos mais humanos, respeitosos e generosos que já conheci.

Seus inúmeros funcionários verdadeiramente o amam. Alguns o chamam de Pai!!!

A fantástica equipe Max Muscle, 
numa reunião de trabalho numa das lojas da rede.


Como a Bowie Implacável é um dos meus melhores trabalhos, resolvi dedicá-lo ao Rauni, um dos melhores seres humanos que já conheci!

Parabéns meu Irmão, você merece tudo de bom, pela pessoa maravilhosa que é!

Que Deus continue te abençoando sempre!!!


Um cara do bem!!!

Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595